RB 24h Educando

Área Restrita para pais, alunos e educadores.

Login:

Você que faz parte da Rede Beneditina terá acesso a professores
on-line 24 horas, artigos, bibliotecas e muito mais.

Notícias

JAN, 2011

75 anos na experiência de: “Ao andar se faz o caminho”.

Pela Irmã Maria José Baldessar

Notícias

Voghera, 06 de fevereiro de 1936.

Espaço que acolheu as manifestações da Providência de Deus, e data guardada nos arquivos da vida.

Na comunidade das Irmãs Beneditinas da Divina Providência, surpresas: nos lábios, sorrisos e nos olhos, lágrimas; nas mesas, flores e lembranças; no chão, malas e baús; nos corredores, chegadas e saídas; no teatro, cantos e danças; nos lugares reservados, silêncio e murmúrios.
Afinal, antes não era assim!

Na catedral da cidade, foi celebrada, solenizada e abençoada a missão das sete jovens Irmãs. Numa despedida silenciosa partiram para Gênova – Itália, rumo ao Brasil.

Fortalecidas pela fé, animadas pela esperança e confiantes na concretude do amor que é: ação e paixão; doação e dor; serviço e incondicionalidade; ressurreição e graça deixaram a Pátria, a família, as tradições, a familiaridade do cotidiano.
“Tornaram seu o que receberam, para possuí-lo e doá-lo”.

Um apelo, além do provisório, profetizou-lhes o tempo, a hora e o local de dar ao Carisma da Congregação o rosto e o olhar, a voz e a respiração, o corpo e a alma das crianças, adolescentes e jovens da América Latina. Enfim, o Acolher, o Assistir e o Educar com jeito da complexidade humana de unidade na diversidade e da diversidade na unidade.

Após 28 dias de viagem, quase todos em alto mar, chegaram cansadas, apreensivas e cercadas num mar de incertezas.

A cidade, quase Vila, Nova Veneza – SC, as recebeu, calorosamente, e aos poucos, se integraram ao povoado também de raízes européias o que facilitou a comunicação e o início da missão. “Dai de graças o que o que de graças recebestes”. Mt 10,8.

Junto à sabedoria do Pai Providente, descobriram a TERRA do Acolher, Assistir e Educar como CASA e JARDIM comuns da humanidade.

“O Senhor Deus tomou o homem e o colocou no jardim do Éden para o cultivar e o guardar”. Gn 2, 15.

Estar aqui significa: aprender a viver e conviver; receber e repartir; comunicar e comungar o outro, o diferente, o estrangeiro, o desconhecido e o inesperado.

Duras e longas experiências humanas levaram-nas a entender que a grandeza do ser humano está na sua própria pequenez: viver e testemunhar a compreensão e a hospitalidade entre as pessoas, como condição da sobrevivência da humanidade e da autoridade da missão para todo homem e o homem todo.

Esta aventura humana e divina que completa 75 anos, nesse 2011, fez e continua fazendo história, na história da Vida de quantos as conheceram e nos conhecem como Irmãs Beneditinas da Divina Providência. “O tempo dirá que fomos fiéis”.

Juntos cantemos, celebremos e anunciemos o trabalho fecundo de nossas Irmãs missionárias que viveram e testemunharam a dinâmica de Maria, a mãe de Jesus: “Fazei tudo o que Ele vos disser”. Jo 2,5.

Irmãs: Faustina Oldani, Flávia Franchini, Eligia Nobile, Giorgina Molinari, Aurélia Omarini, Federica Maga e Ferdinanda Cossiga agradecemos tudo o que realizaram pelo Reino de Deus e a transformação da sociedade e guardamos para a vida o desafio da mensagem que nos deixaram: “Estes sacrifícios se fazem somente para Deus”.

.: Imprimir

ACESSO RÁPIDO

Rede Social

Pastoral

Power by M&E Brasil